Arquiteto - Eleição

Pelo menos 8.000 ficam fora de eleição de arquitetos em SP

22/10/2011  – 08h28

Ao menos 8.000 arquitetos vão ficar de fora da primeira eleição do CAU, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo, que ocorre na quarta-feira (26) em todo o país, por causa de problemas cadastrais.

Nem todos os Creas (Conselhos Regionais de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) estaduais enviaram seus cadastros para a comissão eleitoral dos arquitetos. Com isso, parte da categoria não receberá senha de votação. Hoje, os arquitetos não têm um órgão próprio. Ele será criado após a eleição.

A comissão eleitoral diz que utilizou o cadastro do Confea (conselho federal), que fez um recadastramento em 2008, mas não teve adesão de todos.

Segundo Néio Archanjo, presidente da comissão eleitoral, o número de impedidos de votar pode subir. No país, há mais de 100 mil arquitetos e todos teriam de receber pelo correio senha para votar.

Só no Estado de São Paulo, segundo o sindicato de arquitetos, 4.000 profissionais poderiam votar se o Crea tivesse enviado o cadastro. Até o dia 13, o correio devolveu cerca de 4.000 cartas à comissão eleitoral por não ter localizado o arquiteto.

A Folha procurou os Creas, mas não obteve resposta.

Segundo a comissão, não colaboraram, além do Distrito Federal, São Paulo, Rio Grande do Sul, Ceará, Espírito Santo, Amazonas, Pernambuco, Pará e Acre.